Imagina se a moda pega

Por Reinaldo José Lopes
O britânico George Smith: especialista em escrita cuneiforme e nudista nas horas de empolgação
O britânico George Smith: especialista em escrita cuneiforme e nudista nas horas de empolgação

O egiptólogo e filólogo britânico Sir Ernest Wallis Budge (1857-1934), que trabalhava no Museu Britânico, foi o responsável por escrever o relato de como seu colega mais velho e antecessor no museu, George Smith (1840-1876), decifrou a célebre Epopeia de Gilgamesh, texto da Mesopotâmia que contém um relato muito semelhante ao do dilúvio da Bíblia, mas escrito originalmente vários séculos antes, pelo que sabemos. Na época, a revelação desses paralelos mais antigos com o texto bíblico foi algo bombástico.

Mas não tão bombástico quanto o comportamento do próprio Smith ao decifrar um pedaço-chave das tabuletas de argila com caracteres cuneiformes. Budge conta que Smith estava todo nervosinho porque o restaurador das tabuletas, um sujeito chamado Robert Ready, estava demorando para dar um trato nesse trecho crucial da história, impedindo que ele o lesse:

“Smith tinha uma constituição altamente nervosa e sensível, e sua irritação com a ausência de Ready não tinha limites. Ele achava que a tabuleta em questão deveria conter uma parte muito importante da lenda; e sua impaciência para comprovar sua teoria produzia nela um estado quase inacreditável de excitação mental. Enfim, Ready voltou (…). Quando viu o tamanho do depósito [de sedimentos cobrindo o texto], disse que faria o melhor que pudesse, mas não pareceu muito otimista com os resultados (….).

Alguns dias depois, após conseguir melhorar o estado da tabuleta, trouxe-a para Smith (….). Smith pegou a tabuleta e começou a ler as linhas que Ready tinha trazido à luz; e, quando viu que ela continha a porção da lenda que ele esperava encontrar lá, disse: ‘Sou o primeiro homem a ler isso depois de mais de 2.000 anos de esquecimento’.

Colocando a tabuleta sobre a mesa, deu um pulo, correu pela sala num enorme estado de excitação e, para o assombro dos presentes, começou a tirar a roupa!”

Imagina se a moda pega.

—–

Quer saber quem sou? Confira meu currículo Lattes

Siga-me no Twitter ou no Facebook

Conheça “Além de Darwin”, meu primeiro livro de divulgação científica