Baleia velha é que vira líder boa

Por Reinaldo José Lopes

Perdoem-me a intertextualidade algo infame com Sérgio Reis — é que eu sou um rapaz da roça. Como conto nesta reportagem para a Folha, ocorre que orcas que já passaram pela menopausa são as líderes ideais de seu grupo.

Confira abaixo a íntegra do comentário que o oceanógrafo brasileiro Alex Zerbini, do Laboratório Nacional de Mamíferos Marinhos dos EUA, fez sobre essa interessante pesquisa.

“Eu já havia visto algo sobre o trabalho, pois as orcas que foram usadas como modelo para ele são daqui desta região onde vivo (conhecidas como “Southern Resident killer whales”). O trabalho essencialmente fornece evidências concretas de que orcas na fase pós-reprodutiva (ou seja, na menopausa) têm um papel importante na sobrevivência dos demais membros do grupo por possuir experiência e conhecimento sobre o ambiente.

As orcas apresentam uma sociedade matriarcal na qual as fêmeas lideram os grupos, que são geralmente formados por seus filhos(as) e netos(as). Tanto fêmeas quanto machos permanecem no grupo de sua mãe ate que ela morra. O trabalho em questão testa a hipótese de que, ao entrar na menopausa, as fêmeas perdem sua função reprodutiva, mas mantêm sua função de liderança com outras responsabilidades. Os resultados mostram que as fêmeas tendem a liderar grupos durante a captura da sua principal presa (o salmão) e que aquelas que perdem a função reprodutiva apresentam maior probabilidade de liderar tais grupos em relação às fêmeas reprodutivas.

Infográfico explica as orcas na menopausa
Infográfico explica as orcas na menopausa

Além disso, os animais em menopausa parecem ter uma função ainda mais proeminente em períodos de escassez de alimento. O trabalho conclui que as fêmeas não reprodutivas possuem uma função-chave nos seus grupos familiares porque acumulam um maior conhecimento sobre o ambiente do que os animais mais jovens, podendo contribuir para a sobrevivência dos membros do grupo principalmente em períodos com maior dificuldade em encontrar alimento. Em outras palavras, as vovós são enciclopédias de conhecimento ecológico, que ajudam os filhos e netos quando falta comida. Note que, nesse sentido, um outro estudo feito com essa população mostrou que o risco de mortalidade aumenta consideravelmente para fêmeas e machos adultos quando eles perdem suas mães.

O trabalho mostra, portanto, que a chegada da menopausa não afeta a importância das fêmeas mais velhas na estrutura dos grupos, e sim reforça a importância delas para seus filhos e netos.”

—————

Conheça “Os 11 Maiores Mistérios do Universo”, meu novo livro de divulgação científica

Conheça e curta a página do blog Darwin e Deus no Facebook

Quer saber quem sou? Confira meu currículo Lattes

Siga-me no Twitter