Cri-cri mudo

Por Reinaldo José Lopes

Do livro “Paleofantasy”, da bióloga americana Marlene Zuk, da Universidade de Minnesota:

“Os seres humanos não são a única espécie cujo ambiente mudou de forma dramática nas últimas poucas centenas de anos, ou mesmo nas últimas décadas. O trabalho que meus alunos e eu temos feito em grilos que vivem nas ilhas do Havaí e no resto do Pacífico mostra que um traço completamente novo, uma mutação nas asas que faz com que os machos se tornem silenciosos, espalhou-se pela população em apenas cinco anos, menos do que 20 gerações. É o equivalente de os seres humanos se tornarem involuntariamente mudos durante o tempo entre a publicação da Bíblia de Gutenberg [na década de 1450] e a publicação de ‘A Origem das Espécies’ [em 1859]. Essas e outras pesquisas semelhantes com animais estão lançando luz a respeito de quais características têm chance de evoluir rapidamente e em que circunstâncias, porque podemos testar nossas ideias em tempo real sob condições controladas.”

Às vezes, minha gente, até o cri-cri fica mudo. E a evolução, como o tempo daquela canção do Cazuza, não para.

——————–

Conheça “Os 11 Maiores Mistérios do Universo”, meu novo livro de divulgação científica

Conheça e curta a página do blog Darwin e Deus no Facebook

Quer saber quem sou? Confira meu currículo Lattes

Siga-me no Twitter