Recuperação celestial

Por Reinaldo José Lopes

Andei mergulhando nos textos mitológicos e lendários da Irlanda medieval nos últimos dias e me deparei com uma historinha sensacional.

Dizem que são Patrício (pois é, o célebre “saint Patrick” do dia festivo irlandês) estava tentando converter Láegaire Mac Crimthann, rei supremo de Tara, ao cristianismo. O monarca, que não estava muito interessado naquela história de batismo, disse que só toparia se são Patrício fosse capaz de ressuscitar o “Aquiles irlandês”, o maior dos heróis da antiga Irlanda, chamado Cú Chulainn (é, eu sei que o nome tem um som completamente infeliz para quem fala português, mas continue a prestar atenção na história, por favor). Aliás, exigiu o rei, Cú Chulainn tinha de aparecer montado em seu carro de guerra.

O santo pediu a ajuda de Deus e realizou o milagre: eis que surge o poderoso herói montado em sua biga. Cú Chulainn então se põe a descrever para o orgulhoso rei os horrores do Inferno onde estavam os pagãos como eles dois. Na mesma hora, Láegaire Mac Crimthann pediu para ser batizado. Em troca dos serviços prestados, Deus permite que Cú Chulainn – com cavalos, carro de guerra e tudo – vá para o Paraíso. No Céu de são Patrício, pelo visto, dava para fazer prova de recuperação.

———————-

Visite o novo canal do blog no YouTube!

Conheça meus livros de divulgação científica

Conheça e curta a página do blog Darwin e Deus no Facebook

Quer saber quem sou? Confira meu currículo Lattes

Siga-me no Twitter ou no Facebook