Tesourômetro da ciência

Por Reinaldo José Lopes

Tem gente que se indigna ao ver o impostômetro (com ou sem razão, a gente pode discutir em outra oportunidade) que mostra o quanto o governo “come” da renda nacional por meio das mais variadas taxas. Aqui na reunião anual da SBPC (Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência), os pesquisadores resolveram criar uma variação desse conceito que mostra o tamanho do buraco para o qual a pesquisa brasileira tem rolado lenta e tragicamente nos últimos anos.

Falo do Tesourômetro do Conhecimento na foto acima, inaugurado nesta quarta (18) aqui na UFMG, na capital mineira, onde ocorre a reunião da SBPC. O número é portentoso, senhoras e senhores: quase R$ 11,5 bilhões subtraídos aos orçamentos dedicados à pesquisa nacional e às universidades públicas em dois anos. A foto é de Pietro Sitchin.

Sim, já sabemos que a coisa tá feia e cortes são inevitáveis. Mas certeza que não tinha outro lugar de onde arrancar tanta grana? Entre impostômetro e tesourômetro, o que é pior mesmo?

——————-

Visite o novo canal do blog no YouTube!

Conheça meus livros de divulgação científica

Conheça e curta a página do blog Darwin e Deus no Facebook

Quer saber quem sou? Confira meu currículo Lattes

Siga-me no Twitter ou no Facebook