Fazer jornalismo científico é atraso de vida?

Por Reinaldo José Lopes

A pedido do mano Devanil, companheiro de Science Vlogs Brasil, que está fazendo jornalismo em Rondônia e tem alguma dificuldade pra demonstrar pros seus colegas que vale a pena ser jornalista de ciência, eis algumas ideias sobre por que eu acho que vale a pena conhecer a área e usar as ferramentas dela, mesmo para estudantes de jornalismo que não pretendam segui-la.

Um antigo e saudoso chefe costumava dizer que boa parte do jornalismo político feito no Brasil (e no mundo) funcionava no método da capivara: se amarrassem um gravador no lombo de uma capivara, dessem uma lambada no bicho e o soltassem no Congresso, o resultado seria o mesmo de mandar muitos repórteres humanos, tal a reprodução mecânica do que se fala por lá. O jornalismo deveria, no mínimo, basear-se mais em dados na hora de citar — e desafiar — o que políticos dizem. Essa inspiração acho que a ciência pode trazer.

———–

Visite o novo canal do blog no YouTube!

Conheça meus livros de divulgação científica!

Conheça e curta a página do blog Darwin e Deus no Facebook

Quer saber quem sou? Confira meu currículo Lattes

Siga-me no Twitter ou no Facebook