Camaleões, além de tudo, também são fluorescentes, diz estudo

Como se não bastasse o superpoder de mudar de cor, os camaleões de Madagáscar também são capazes de exibir fluorescência quando iluminados com luz ultravioleta, revelou um estudo alemão.

Os pesquisadores da Universidade Ludwig-Maximilian de Munique estudaram bichos como o Calumma globifer, que aparece na foto acima feita por David Prötzel. A fluorescência azulada aparece principalmente nos tubérculos rugosos na cabeça dos machos (embora esteja presente no resto do corpo também, por vezes), e pôde ser vista em diversas espécies estudadas.

Os cientistas alemães descobriram que a pele relativamente fina da cabeça permite que a luz ultravioleta chegue aos ossos dos bichos e, assim, produza a fluorescência. Provavelmente esse é um mecanismo que ajuda os bichos a reconhecerem seus companheiros de espécie na natureza.

———————

Visite o novo canal do blog no YouTube!

Conheça meus livros de divulgação científica!

Conheça e curta a página do blog Darwin e Deus no Facebook

Quer saber quem sou? Confira meu currículo Lattes

Siga-me no Twitter ou no Facebook