A ideia de seleção natural foi ovo de Colombo, diz Huxley

Como o famoso “buldogue de Darwin”, Thomas Henry Huxley (1825-1895), reagiu à compreensão da ideia de seleção natural, certamente o conceito mais importante desenvolvido por Charles Darwin em seu clássico “A Origem das Espécies” e ainda um dos pilares da biologia? Eis o contexto completo da passagem na qual Huxley analisa sua reação:

“A ‘Origem’ nos deu a hipótese de trabalho que buscávamos. Além disso, o livro fez o imenso favor de nos libertar para sempre do seguinte dilema: se você se recusa a aceitar a hipótese da criação [direta das espécies por Deus], o que você tem para propor que possa ser aceito por qualquer pensador cauteloso? Em 1857 eu não tinha uma reposta pronta, e não acho que qualquer outra pessoa a tivesse. Um ano mais tarde, já estávamos nos recriminando por nossa obtusidade ao ficar perplexos diante de tal pergunta. Minha reflexão, quando dominei pela primeira vez a ideia central da ‘Origem’, foi: ‘Que coisa extremamente estúpida não ter pensado nisso antes!’. Suponho que os companheiros de Colombo tenham tido mais ou menos a mesma coisa quando ele colocou o ovo de pé.”

Essa passagem apareceu originalmente no volume 2 de “Life and Letters of Charles Darwin” (“Vida e Cartas de Charles Darwin”), organizado por Francis Darwin, filho do naturalista.

(A propósito, a história do ovo de Colombo — ou seja, o descobridor da América fazendo o truque de colocar um ovo de pé — é quase certamente apócrifa, ou seja, não aconteceu. Mas essa lenda fica para outro post.)

———————

Visite o novo canal do blog no YouTube!

Conheça meus livros de divulgação científica!

Conheça e curta a página do blog Darwin e Deus no Facebook

Quer saber quem sou? Confira meu currículo Lattes

Siga-me no Twitter ou no Facebook