Arquivo - Categoria: Bioética

O futuro do genoma

Qual foi a descoberta recente mais revolucionária no que diz respeito à compreensão do genoma humano e de outros seres vivos? E, em tempos de Crispr-Cas9 – o empolgante método de edição de DNA que tem facilitado o trabalho da engenharia genética mundo afora, inclusive nos laboratórios do Brasil –, será que existem limites intrínsecos(…)

A ascensão dos porcumanos (ou quase)

Cientistas dos EUA e da Espanha criaram os primeiros embriões de porcos que carregam células humanas, abrindo caminho para transplantes de órgãos vindos dos animais e para uma enormidade de dúvidas éticas e filosóficas. Escrevi sobre essa história impressionante na Folha de hoje, como você pode conferir aqui, e acabo de produzir um vídeo para(…)

Genes, raças e preconceito

Pode até não parecer, dado o nome deste blog, mas eu realmente ODEIO treta, gente. Mesmo assim, acabei totalmente enrolado numa treta das piores com a publicação, na semana passada, desta reportagem de minha lavra na Folha. Pra quem não leu, trata-se de uma análise genética de 3.000 britânicos com o objetivo de identificar quais(…)

Cabeça de bagre

Durante muito tempo, houve cientistas que não acreditavam que os peixes tinham alguma forma de consciência de si mesmos e do mundo, ou mesmo que eles eram capazes de sentir dor, por causa da relativa simplicidade de seus cérebros e a ausência de estruturas similares ao nosso neocórtex, a camada mais externa da “cebola cerebral”(…)

Saruman e a ciência

Está no ar mais um vídeo do canal do blog no YouTube, e o tema é a visão ambígua sobre a ciência e a tecnologia na obra de J.R.R. Tolkien, o autor de “O Senhor dos Anéis”, representada pela figura do mago renegado Saruman. Basta conferir aí embaixo. Aproveito pra colocar alguns pingos nos is(…)

“Fosfo”: notas sobre um desastre

Ainda chocado com a lei que liberou a produção, comercialização e uso da fosfoetanolamina, a suposta “pílula do câncer”, fiz um vídeo para o canal do blog no YouTube, no qual explico por que essa medida é absurdamente prematura e dou minha visão pessoal de como esse desastre para a ciência e a saúde pública(…)

E o Verbo se fez primata

Aviso aos navegantes: este é um dos raros posts do blog que não adotam a perspectiva tradicional, mais objetiva, de agnosticismo metodológico que caracteriza meus textos. A seguir, falo como crente (cristão, católico), e não apenas como jornalista de ciência. Não digam que eu não avisei e aproveitem para parar de ler agorinha caso essa(…)

Um elefante incomoda?

Com a crise político-econômica constrangedora dos últimos meses dilacerando o país, sou capaz de apostar que muita gente regozijar-se-ia caso uma manada de elefantes de repente invadisse Brasília, adentrasse os principais estabelecimentos do Executivo e do Legislativo federais e pisoteasse tudo pelo caminho. Acontece que, para alguns biólogos e ecólogos, há boas razões evolutivas para(…)

Relatos, câncer e esperança

Junto com vários outros jornalistas de ciência país afora, tive de entrar de cabeça na polêmica a respeito da fosfoetanolamina, molécula estudada por pesquisadores da USP de São Carlos (minha cidade natal e onde moro atualmente, aliás) que andou sendo distribuída a pacientes com câncer ao longo das últimas décadas, com supostos efeitos altamente positivos.(…)

A morte e os proboscídeos

Eu sei que dois posts seguidos com citações do mesmo livro podem parecer exagero, mas acredite, “Beyond Words: What Animals Think and Feel” (“Além das Palavras: O que os Animais Pensam e Sentem”), do ecologista americano Carl Safina, professor da Universidade Stony Brook, é o tipo do livro que merece essa honra. A passagem fala por(…)