Células do nariz são principal porta para o coronavírus, diz estudo

Reinaldo José Lopes

Populações específicas de células do interior do nariz provavelmente funcionam como os portais para a invasão do organismo pelo Sars-CoV-2, o coronavírus que causa a Covid-19. Essa conclusão vem de uma análise molecular de células de diferentes tecidos humanos, publicada recentemente na revista especializada Nature Medicine (disponível para leitura aqui, em inglês).

O método empregado pela pesquisa, coordenada por Waradon Sungnak, do Instituto Wellcome Sanger, no Reino Unido, é bastante engenhoso. Já sabemos que, para invadir as células humanas, o novo coronavírus uma proteína de sua superfície, a proteína S (de “spike” ou espícula) para se conectar a uma “fechadura” da membrana das células, o receptor conhecido como ECA2.

Com base nessa informação, eles rastrearam diferentes tipos de células com base na chamada expressão gênica de ECA2 — grosso modo, o quanto o gene que contém a receita para a produção desse receptor está ativo nas células. Ou seja, isso é uma medida da quantidade de receptores desse tipo presentes na membrana das células e, portanto, de quantas “portas abertas” o vírus teria para sua invasão.

Com as técnicas usadas no estudo, foi possível fazer isso célula a célula, e o que ficou claro é que as células do interior do nariz são as que mais “expressam” (ou seja, produzem) ECA2 e outras moléculas relacionadas, se comparadas praticamente com qualquer outra célula, inclusive as da garganta. As campeãs nesse quesito são as células secretoras (associadas à produção de muco) e as células ciliadas.

A descoberta pode indicar, por exemplo, que medicamentos intranasais podem ser uma boa pedida contra o Sars-CoV-2.

————–

Conheça o canal do blog no YouTube

Siga-me nas redes sociais: Facebook (do blog), Facebook (pessoal), Twitter, Instagram

Meu Currículo Lattes